sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

o ultimo dia

hoje é o ultimo dia do ano, mas não é o ultimo de nossas vidas
ainda assim não sabemos quantos dias ainda temos
a incógnita é que faz a grande diferença
como viver o tempo que nos resta?
solitários, acompanhados, com os amigos ?
eu vivo com a saudade, não é a melhor forma mas é a minha realidade
hoje resolvi colocar um álbum de fotografias na parede
nele eu tenho registos de pedaços da minha vida
já vivi muitos dias, e acredito que ainda tenho muito que viver
por isso tenho esta tristeza, por saber que você não vai estar comigo
seu sorriso esta estampado em cada foto da parede
pedaços de uma convivência interrompida. Viver sem você não é nada bom
mas te-lo na lembrança é m presente que não tem preço
um dia quem sabe eu consiga entender esta incógnita que é a vida
que não define quanto, nem quando será interrompida
e que por isso devemos agradecer por cada momento
mesmo que depois de um certo tempo, o que ficou foi apenas
fotos na parede de momentos únicos
que o tempo não consegue apagar de nossas lembranças
31/12/2010

domingo, 26 de dezembro de 2010

o amor é suicidio

o amor è suicidio, e eu morro todos os dias no seu abraço,
e seu beijo me faz renascer para morrer de novo
e assim morrendo de amor vou vivendo
a maior aventura de minha vida

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

SONHOS

Os sonhos dos adultos devem ser como a fantasia de criança, que quando olham para o céu ficam imaginando figuras como a de São Jorge, pássaros e dragões.
Só que quando criança podemos ficar sonhando por um tempo quase que indeterminado.
Acordamos no dia seguinte e começamos tudo de novo.
Quando conseguimos realizar nossos sonhos ainda jovens ótimo.
Mas ao crescermos, se continuarmos somente a sonhar, vamos com certeza sofrer.
Pois os sonhos só se realizam quando temos a inocência para acreditar. Adultos não podemos, principalmente se formos inteligentes. Contos de fadas é possível, claro, mais é como ganhar na loteria.
São poucas as pessoas que mantém a inocência para terem este presente do acaso que é nossa vida.
Eu cresci e perdi esta inocência, tendo que me programar para superar os obstáculos que encontrei pelos caminhos de meus sonhos.
Sonho ainda, mais é como se eu quisesse me dar um presente e não tivesse como comprá-lo.
É um sonho meio esquisito, daqueles que a gente sabe que é somente sonho,
Mas me da bastante prazer ainda poder sonhar. Sonho pequenas coisas. Divido meus sonhos em partes, que é para criar uma oportunidade para outro sonho.
Misturo nestes sonhos um lado sombrio, pois os sonhos precisam de um pouco de pesadelo.
Os sonhos imitam a realidade e por isso é bom colocarmos um pouquinho de lágrimas.
Pode ser de saudade de uma pessoa querida que nos nossos sonhos foi viajar. Compro um presente bonito, nos meus sonhos, e guardo. Imagino um belo almoço em família.
Uma viagem, a compra de um cavalo. Mais quando até sonhar fica difícil, ai eu vou nas minhas lembranças
Volto no tempo e descubro la no fundinho da alma momentos muito felizes.
As vezes tenho como agora, um certo medo de escrever meus pensamentos, mais vou escrever assim mesmo
afinal esta é meu eu por dentro, sem maquiagem ou cabelo de salão. Eu com minha vida com mais tempo no passado
que possibilidades de futuro. Meu futuro é o amanhã , vivo cada dia do jeito que ele se apresenta
alegre ou triste quente ou frio, começo de um jeito e termina de outro, não me importo.
23/12/2010

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

amor

o amor é a experiência humana mais exigente; não é contrato, troca de favores, investimento, é entrega e compromisso. do "sacrifício" de amar nasce a mais perfeita alegria. ninguém faz cara feia quando se "sacrifica" por amor. não se trata de anulação, subserviência de quem ama, trata-se da morte do ego, tarefa a ser feita até o último suspiro". adélia prado

o amor e uma viagem

O verdadeiro amor é suicida. O amor, para atingir a ignição máxima, a entrega total, deve estar condenado: a consciência da precariedade da relação possibilita mergulhar nela de corpo e alma, vivê-la enquanto morre e morrê-la enquanto vive, como numa desvairada montanha-russa, até que, de repente, acaba. E é necessário que acabe como começou, de golpe, cortado rente na carne, entre soluços, querendo e não querendo que acabe, pois o espírito humano não comporta tanta realidade.


eu morro todos os dias para renascer nos teus beijos e abraços
de novo e de novo
de novo, e de novo

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

MINAS GERAIS

Os pássaros não estão por aqui
Nem as borboletas fazem sua dança
Os sons que ouço são de buzinas
E os movimentos são de pessoas apressadas atravessando o sinal
Não fico na varanda olhando o entardecer
Não molho a couve na horta
Não piso na terra vermelha
Vou me despedir do mar
Deixar meu nome escrito na areia
E voltar para minha Minas Gerais
Aqui não tenho mais sonhos
Vou voltar

sábado, 13 de novembro de 2010

dois sentimentos

se me perguntarem se sou feliz a resposta seria sim.
dou boas gargalhadas, me divirto, danço, tomo um bom vinho
gosto de ficar na cozinha inventando comidas
ver um bom filme, (desenho do avatar meu preferido)
gosto da minha casa, é bonita e colorida,
gosto do meu trabalho as vezes ele me stressa ,
mas gosto, agora então que estou fazendo fantasias, adoro.
do nada aparecem as bruxas , fadas, ciganas, piratas, joaninhas coloridas e encantadoras
bordo com pedras, espelhos, paetes vermelhos verdes azuis dourados,
e o resultado é lindo, mas tenho um vazio dentro da alma
que não consigo preencher, não doi, ou então quem sabe eu ja me acostumei
e não reconheço a dor, me acomodei com ela e como já esta inserida fica ali parada convivendo comigo todos os meus momentos
este blog é uma viagem que dou por dentro,
as vezes só consigo ir no lugar onde a saudade faz moradia
ou então vou la naquele lugar onde o amor teimosamente disputa seu espaço.
14/12/2010

um que?

tem dias que o que sobra é uma inquietude
como se tivesse um vazio desconhecido,
um nada do qual não sei o significado.
dou uma olhada no tempo, não tem nuvens, nem estrelas.
ta tudo parado mas fica aquela expectativa de algo.
vou até no teclado escrevo qualquer coisa,
pois não tenho assunto,
visito os blogs conhecidos nada me interessa.
volto vou até a varanda
olho o telefone, não tenho pra quem ligar
a casa esta vazia, os quartos estão limpos
o armário arrumado, não tenho fome.
não tenho o que fazer, não quero ler nem dormir
fumo um cigarro com gosto de nada
volto na varanda
penso em quem? não sei, pois os pensamentos estão confusos
mistura coisas de trabalho com saudade
será que isto é solidão? como é triste

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

cactos


FERNANDO PESSOA

a um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas,
aquelas que ja tem a forma do nosso corpo,e esquecer aqueles caminhos
que nos levam sempre aos mesmos lugares.
É o tempo da travessia e se não ousarmos fazé-la,
teremos ficado pra sempre á margem de nós mesmos

o amor nos socorre

CORA CAROLINA

NAO MORRE AQUELE QUE DEIXOU NA TERRA A MELODIA DE SEU CÃNTICO,NA MUSICA DE SEUS VERSOS

o amor nos socorre do esquecimento.Retira o poder definitivo da lápide, porque sobrevive na continuidade do que plantamos. Por isso a ausencia é lugar de encontro.Basta exercer a força da visão poética, a via que costuma salvar o mundo de seus desesperos e ruinas

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

patinando na laranja

no imaginario podemos tudo

Augusto Joaquim

Para a Hora de Ler
De vez em quando,algures, o mundo começa.
Sim, isto. O chão debaixo dos pés, o céu por cima, as relações com os bichos. A paisagem tem outra luz ou desaparece. O cosmos caseiro dos homens altera-se. E eles mudam entre eles, quase sem se darem por isso. Aglomeram-se anda mais, nascem cidades, os perigos imprivisíveis diminuem, aparecem novas perplexidades. As hierarquias entre grupos humanos modificam-se. Muda a escrita e acelera-se a velocidade. Há novas palavras no ar. Espécies novas ou novas maneiras de as fazer dizer. São antigas mas parecem inaugurais. A partirdesta raiz-mãe imperceptível novas literaturas são construídas. Ao princípio não se dá por nada. è assim que as coisas se passam.
Quando depois se olha, vê-se como tudo e sempre simples. Algo mudou, tudo se modificou, é certo. Unicamente porque mudou o olar de alguem ou nasceu um olhar nvo. Houve ali uma massa de início.(...)
A mensagem demora a chegar, como se fosse uma luz de uma estrela. Mas acaba por chegar.

Augusto Joaquim."

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

a nudez de simoneta é linda

afinidades eletivas

hoje te apresento
a minha nudez total
sem segredos sem artimanhas.
deixo você caminhar nesta extensão
propriedade exclusivamente minha.
é o único domínio real
em que sou rainha e criada fiel.
é dentro destes limites
que avisto os horizontes
que me rodeiam
pressinto fronteiras, vistos de saída e entrada.
escondo-me, logo apareço
destes montes e curvas não fujo.
se você quiser
pode ver
a minha pele
está toda tatuada
de caminhos que tracei,
de territórios que explorei,
de tombos que levei
de gente que amei.
hoje te apresento a minha nudez
como concha que se abre no mar,
olhe meu umbigo, meu ventre
minha infância, minha juventude,
a maturidade que construo,
é dentro dela que te faço conhecer
onde crio e vivo
minha força e fraqueza
meus desejos e sonhos
dormem e despertam.
é aqui onde morro aos pouquinhos
nestas ondulações que são tão minhas,
nesta textura sensível
decolo e aterrisso
não posso prever
o cheiro que provoco
o olhar que entrego
músculos sangue
tantas vezes em carne viva
contrações movimentos direções.
estou inteira
apesar de
por causa de minha nudez.

simonetta i.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

uma saudade




vâo as horas velozes atropelando o dia
e o sol tentando se encontrar com a noite
fica a cada tentativa mais conformado
como se pelo fato de poder tentar ja fosse um consolo
o caminhar e trõpego,o olhar é vago, a voz um silencio
ficou um caminho a ser percorrido
uma imagem desvanecida num registro do ultimo olhar.
vive a esperança de uma lembrança
o desejo de um o prazer no passado
vive a saudade do beijo jogado no espaço,
do ultimo acenar de mâos

a certeza do nunca mais me destroi a cada fim do dia
a vontade de continuar me refaz a cada amanhecer.

e os dias velozes vão se desfazendo,se tornando noite
e eu percebo que ja se passram mais tempo do meu tempo.
agora eu choro e olho o sol se perdendo para renascer.
independente da minha vontade os dias seguem velozes

acordando

Agora eu acordo,
E o dia esta iluminado pelo sol,
Que brilha na manhã
Depois vem a tarde com suas sombras
Esparramadas sob o sol
E a lua acontece majestosa na noite que adormece

A brisa que vem do mar traz um cheiro que invade
E o vento modifica as nuvens criando formas
Movimentando o silêncio das arvores que dançam
e como um carinho remexendo meus cabelos
Eu percebo o movimento da vida
me sinto fazendo parte dela
Sinto o sol queimando minha pele, os sons das pessoas

Vejo a alegria nos olhos de alguns
Ouso as palavras tristes de outros

Eu faço parte deste momento que esta acontecendo agora
Não importa se estou triste
Muitas vezes eu sorrio com alegria

cheiro de amor

amor com cheiro de amnhecer
que chega de mansinho e explode
contagiando, curando,subistituindo
com sua alegria e luminosidade
um momento que estava parado
sem cor,sem brilho,sem esperança
amor com gosto de saliva,com cheiro de vida
com vontade de olhar o mar,de viajar dentro dos olhos
de navegar nas mãos suaves que abrem caminhos
desconhecidos e repletos de ternura
calor que aquece por dentro
dando espaço para os sonhos
acalmando e vibrando
iluminando,colorindo,explodindo
refazendo o que estava destruido

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

minha alegria se chama mariana

chuva, pequenas lágrimas
que deslizam no meu rosto
terra, lenço que enxugam minhas lágrimas
sol, que aquece meu frio
colore com sua cores
enriquece com seu ouro
deslumbra com seu fulgor
tempo, que aquece minhas dores
horas, que transforman meus dias
mãos, que me envolve de ternura
beijos, que me me acariciam
música, que me entorpece de euforia
filha, só você me da alegria

domingo, 31 de outubro de 2010

sem alegria, mais feliz


Na postagem que dei o nome de caçador, minha filha disse que já não aguentava ler o que eu escrevia, pois era sempre triste.
Na verdade não é triste o que escrevo, são apenas meus sentimentos.
Comecei a postar neste blog, o que estava dentro de mim depois que meu filho morreu.
Antes eu vivia o sonho de toda mulher. Ser feliz e ter o orgulho de ter moldado meu caminho.
Ter uma familia composta de mãe e filhos saudavéis, lindos e realizados.
No entanto um obstáculo para o qual eu não estava preparada surgiu, e eu não pude evitar o amargo desfecho .
Para as mães que perderam seus filhos, deve ter alguma coerência os meus escritos. Não os considero deprimentes.
Descrevo um buraco no qual não sobra espaço para a alegria, mas isto não me torna uma pessoa infeliz.
Quando aconteceu, eu fiquei parada no tempo para encontrar um outro trajeto para seguir em frente, aprendi a dançar, dei a primeira festa de aniversário (quando completei 55 anos) mudei para um apartamento novo, arranjei um namorado que por sinal é muito lindo, e deixei o cabelo crescer. Fiz musculação, emagreci e fiquei mais bonita.
Porém a saudade do meu filho ficou cravada na minha alma. Na verdade eu não consigo colocar alegria no que escrevo, mas não ter alegria não é ser infeliz, é uma outra forma de viver. Vou tentar mudar a aparência dos meus escritos, descrever a ausência da alegria sem amargura, para que não seja confundida com infelicidade ou tristeza. Vou continuar a descrever meus momentos para que um dia minha filha possa ter um registro do que foi minha vida, sem a alegria de poder estar com minha familia completa. Quando somos jovens acreditamos que para a alegria estar presente em nossa vida, depende somente de nossas escolhas e por isso seguimos confiante, e isto é muito bom. Quero que ela seja esta pessoa que descreve a forma de usar a canga como se fosse um ritual para encontrar a felicidade. Gosto de ler o que a simoneta escreve, viajo pelos blogs e percebo o quanto é colorido os caminhos pelos quais as pessoas transitam. Imagens de saias flutuantes pessoas sorridentes, e lugares incriveis. Percebo seus sonhos e fico muito feliz de ter este mundo virtual a minha disposiçao, para entrar nele, e viver um pouco desta levesa colorida. Vou postar tudo que encontrar de cores, beleza e futilidades. Mas vou continuar a deixar que meus momentos sobrevivam junto com toda esta cor, e assim, quem sabe com esta nova aparência não seja confundida com amargura e infelicidade. Somos diferentes em estatura, cor, força e nergia, por isso embalamos nossas emoções de forma individualizada, as vezes sem o colorido tão essencial para que seja interessante.Vou usar a camuflagen da maquiagem que esconde nossas olheiras e as marcas que o tempo deixou. Pois um baton colorido sempre deixa nossa boca mais bonita e um pouco de beleza é sempre bom. Dê uma olhada na minha foto querida filha, e veja como sua mãe era talentosa para representar o papel da alegria. Esta foto foi tirada 5 meses depois que a alegria não fazia mais parte da minha vida.
Lamento muito, mas esta imagem vai ser sempre uma cena ensaiada para que você consiga me achar interessante. Eu amo você e só por isso vou representar para ter seu aplauso. beijos.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

CAÇADOR

Parece monotonia, uma espera sem fim. Mais o pior é não saber exatamente o que espero.
Enquanto o tempo vai passando fico assim como um caçador a espreita da presa.
Mas estou consciente que a presa sou eu. Então nao é monotomia é inércia, pois tenho conciência de que não vou conseguir evitar o confronto.
Meu tempo escoa, e eu percebo que já não me importo com o desconforto em que me encontro.
Espero ,no silêncio, tenho lembranças, não me fazen companhia, apenas estão ali registradas, como um albun de fotos que a gente guardou para ver como eramos jovens e cheio de esperança, Desliso pela casa como se ela fosse uma rampa lisa e longa. Não tenho bagagem, vou por um caminho que não sei onde vai chegar, mas sigo por ele pois não tenho, ou não sei qual é a outra opção para mudar.
Escuto um som, é o vento, ele desfaz meus cabelos, me faz tremer, não é de medo, não tenho medo, o pior já aconteceu.
Agora o vento traz um cheiro que me envolve perfumando minha pele. O cheiro me faz lembrar de minha mãe, cheiro de comida, aquela que ela fazia nos domingos, macarrão com caldinho de frango frito, enfeitado com ovos cozidos.
Agora o vento traz a chuva, molha meu rosto, me faz lembrar das lágrimas da minha mãe, da minha irmã.
Olho em minha volta, percebo que o tempo passou sem que eu percebece, que não foi só para mim, passou pra minha filha, para minha mãe, para minha irmã.
Agora vem o sol, a terra molhada traz um cheiro de capim, aquele cheiro que eu gostava de sentir quando estava na roça.
Percebo que estou sozinha, como uma presa escondida de seu caçador.
Em silêncio espero

terça-feira, 14 de setembro de 2010

PARA RAFAEL

PARA MEU FILHO RAFAEL
QUE A FORÇA DO MEDO QUE TENHO
NÃO ME IMPEÇA DE VER O QUE ANSEIO
QUE A MORTE DE TUDO EM QUE ACREDITO
NÃO ME TAPEM OS OUVIDOS E A BOCA
PORQUE METADE DE MIM É O QUE EU GRITO
MAS A OUTRA METADE É O SILENCIO
QUE AS PALAVRAS QUE EU FALO NÃO SEJAM OUVIDAS COMO PRECE
E NEM REPETIDAS COM FERVOR
APENAS RESPEITADAS COMO A ÚNICA COISA QUE RESTA
A UMA PESSOA INUNDADA DE SENTIMENTOS
PORQUE METADE DE MIM É O QUE OUÇO
E A OUTRA METADE É O QUE CALO
QUE ESTA VONTADE DE IR EMBORA
SE TRANSFORME NA CALMA E NA PAZ QUE EU MEREÇO
E QUE ESTA TENSÃO QUE ME CORROI POR DENTRO
SEJA UM DIA RECOMPENSADO
PORQUE METADE DE MIM É O QUE PENSO
MAS A OUTRA METADE É O QUE PRECISO
QUE A MINHA LOUCURA SEJA PERDOADA
PORQUE METADE DE MIM É AMOR E A OUTRA METADE TAMBEM
09/12/2004

Devo esquecer

DEVO ESQUECER ,DEIXA-LO PARTIR
ENSINA-ME COMO E EU O FAREI
NAÕ ESTAS MAIS AQUI PARA ENSINAR-ME
NEM ESTOU MAIS AQUI PARA APRENDER

NOSSOS CAMINHOS QUE SE CRUZARAM
AGORA SE DESCRUZAM
UM PARA O NORTE ,OUTRO PARA O SUL

SEU CAMINHO SE PERDE
E VOCE SE PERDE NELE
EU LHE PERCO,EU ME PERCO

E PERCO AS LEMBRAÇAS QUE DEVO ESQUECER
DEIXAR PARTIR. MAS COMO?
ELAS SE PARTEM E ME PARTEM

NÃO POSSO PARTIR DAS LEMBRAÇAS
POIS SÃO TUDO QUE ME RESTA
PORREM ,LOGO ELAS FUGIRAM DE MIM
COMO VOCE ESTA FUGINDO

E SO RESTARAM AS LEMBRANÇAS DE LEMBRANÇA
QUE DEVO ESQUECER
QUE NÃO POSSO ESQUECER
QUE NÃO QUERO ESQUECER
QUE NÃO CONSIGO ESQUECER.

07/02/05

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

noites e dias

NOITES E DIAS

As noites já não são importantes, nem os dias
Eles apenas passam por mim tão velozes
Que so os percebo nas marcas que deixam no meu rosto
Atravesso as ruas do Leblon sentindo sua presença
Não são horas nem minutos, é uma eternidade
Que se faz constante a cada dia na minha vida
Sou velha agora, sou forte também e dura
Uma rocha fincada na vida, indiferente
Percebo o sol, sinto o cheiro da terra molhada
Gosto da beleza das flores, mas não vibro.
Falta um som, qualquer coisa de atrativo
E como um gosto sem cor e sem cheiro
E bom, mas a gente não sabe por quê?
E saber é tão importante, quanto saber
liaquintao

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

conhecimento

Conhecimento

Quero conhecimento para encontrar o melhor de mim,
Quero reunir todas as qualidades que me permita conviver pacificamente com minha insegurança
Quero encontrar a melhor forma de expressar meus medos e desejos
Quero a luz radiosa da sabedoria, para deixar minhas decisões compreensíveis
Quero harmonia para minha convivência no trabalho e na minha vida pessoal
Quero encontrar a alegria de dividir com as pessoas com qual convivo,
O resultado positivo da conquista,
Pois a maior vitória e estar cercado de pessoas festejando nosso sucesso
Quero ter paciência e carrinho para ensinar e aprender.
Quero ter o prazer de estar junto com aqueles que venceram obstáculos
E realizaram seus sonhos.
Quero ser completa, e iluminada por sentimentos que me façam crescer
Junto de meus amigos.
Quero ser muito para me dividir e continuar inteira
Quero ser forte para perdoar, humilde para pedir ajuda ter amor para ser amado, ter fé para rezar,
Quero esperança para continuar procurando a felicidade.
Quero a alegria do sorriso e a tranqüilidade no choro.
Quero que a saudade seja a melhor forma de me lembrar das pessoas que estão ausentes do meu convívio.
Quero o tempo necessário para estar junto de minha filha enquanto ela precisar de mim.
Quero que ela possa me ajudar quando eu também precisar.
Quero reencontrar as pessoas que eu amei.
Quero que Deus me ajude, mesmo que muitas vezes eu nem mereça.
Pois eu estou precisando aprender, mas ainda não sei como fazer para acertar

lia quintao

sábado, 28 de agosto de 2010

Meu Principe


Voce meu príncipe que a madrugada trazia
Nos trilhos de ferro na estação da central
O trem era seu cavalo branco
Todas as noites eu te esperava ali
Sentada na cadeira do bar da frente
Enroscávamos-nos na esquina
Na cumplicidade da noite
No dia claro voce se perdia na multidão
Eu voltava pra casa com seu cheiro
Impregnado no meu corpo
Seu gosto na minha boca
Onde esta voce agora?

lia quintao

sexta-feira, 27 de agosto de 2010



Entrega

Na cama corpo largado, rostos colados, gosto de saliva
Seus olhos dentro dos meus num mergulho de verde/azul
Como um mar invadindo a terra do castanho dos olhos meus

Mágicas mãos como ondas deslizando na restinga do meu corpo
As vezes com a suavidade da água do mar num fim de tarde ,
Outras com a volúpia do quebrar das ondas no amanhecer do dia

Gosto do sal na sua boca cheiro de maresia nos seus cabelos
E o desejo invadindo como um som de mar revolto
Alagando, alargando quebrando as barreiras do pudor

E mergulhamos um no outro cada vez mais rápido e mais fundo
Buscando o ar em cada beijo, possuindo e se entregando

lia quintao





O QUE EU TENHO
Fique pois eu preciso do seu contato
mas se for embora eu te dou adeus
não tenho sua marca na minha alma
Apenas o meu corpo te percebe

O deslizar de tuas mãos nas minhas pernas
A tua boca misturando nossos sabores
O grito silencioso do prazer que explode
E a ternura que nos envolve no depois

Minhas palavras ,meus gestos meu olhar
são únicos para aquele momento
o momento seguinte começa de novo
não é continuação de nada

fique se quiser saber do agora
Mas não me peça mais que isto
Pois é tudo que tenho para contar
Só tenho meu corpo quente que ofereço
Na entrega da magia do momento
02/08/05 LIA
abra a porta da vida e deixe que ela mergulhe dentro de voce
a vida renasce a cada momento cheia de misterios invisiveis
e viver é tao dificil que o melhor e deixar a vida entrar
prender a respiraçao e mergulhar de olhos fechados dentro dela

abrir a pota da vida é estar disposto a sonhar
mas para snhar é preciso de alegria

entao abra a porta da alegria
mas para ser alegre é preciso ter esperança

entao abra a porta da esperança
e sonhe, fique alegre, e viva
lia quintao

DETERMINAÇAO

PARA RAQUEL
Ousar imaginar o impossível e agir para fazê-lo acontecer
.
Quaisquer que sejam as circunstancias você nunca deve dar-se por vencido. Jamais conclua que você chegou ao fim da linha, que tudo acabou. Você possui um glorioso futuro. Precisamente por causa disso você deve perseverar. A vida è eterna. Precisamos focalizar nas duas existências do presente e do futuro e não nos deixarmos levar por preocupações sobre o passado. .Devemos sempre ter o espírito de começar de novo a partir deste momento, para iniciar uma nova luta a cada dia.
Qualquer pessoa que tenha feito alguma vez uma determinação descobre que com o tempo a força daquela resolução desaparece No momento em que você sentir isso e quando você deve refresca aquela determinação. Diga a si próprio; O.K vou começar novo. Se acontecer novamente mais sete vezes, tente a oitava, nunca desista,apenas renove sua determinação a cada vez que isto aconteça.
Devemos ter o espírito de um leão. Daishonin diz:O leão não teme outras feras coragem e ´a condição absoluta para alguém tornar-se feliz .
Nos momentos de sofrimento, recite daimoko Nos momentos de alegria recite daimoko.Na vida há momentos de sofrimento e alegria e ambos são peças insubstituíveis no drama da própria vida.Sem sofrimento não se pode apreciar a alegria.Sem testar o sabor dos dois ,do sofrimento e da alegria ,não podemos saborear a profundidade da vida.
Acredito que tudo na vida tem a ver com relacionamentos. A relação que temos com nos mesmos,a relação que temos com outras pessoas ,a relação que temos com nossas circunstâncias.Por exemplo,as circunstancias na qual nos encontramos em um determinado momento nunca define quem somos nem o que seremos.Q que define isto e a relação que formamos com as nossas circunstancias.Tanto podemos escolher usar construtivamente ,como usá-las como justificativa para as nossas falhas.No livro For Today & Tomorrow o Presidente Ikeda diz: Adversidade da origem a grandeza .Quanto maiores forem os desafios e as dificuldade ,maior será a oportunidade que teremos para nos desenvolver como pessoas.Portanto ,obstáculos não são um sinal de que estamos fazendo as coisas erradas .Eles são um sinal que estamos fazendo as coisas certas.
Aconteça o que acontecer,jamais abandone seus sonhos

afinidades eletivas: o tempo... até quando?


afinidades eletivas: o tempo... até quando?
OI SIMONETA ADORO LER O QUE VOCE ESCREVE VOCE ME INSPIRA LIA QUINTAO


caixinha mágica


Descobri que o amor é uma caixinha mágica que quando aberta você
pode brincar a vontade.
Parece que o imaginário se torna real e tudo é possível.
Perceber as cores sentir o calor, os cheiros, os sabores.
Dizem que o coração guarda o mágico que temos
dentro de nos.
Que este mágico não envelhece e que atua ao contrario
nos tornando crianças, como se fosse um resgate compensador
para a forma como o tempo atua no nosso físico.
Temos apenas que não deixar que a criança imaginaria
apague as informações que acumulamos nas nossas caminhadas
pela estrada da vida.
Quando por motivos alheio a nossa vontade não conseguimos
realizar aquele sonho que parecia tão fácil,
aquele amor que parecia ser nosso nos escapa,
e aquele abraço não aquece mais
e o beijo tão doce fica amargo, so nos resta a fantasia
de sonhar e voar
para o passado em busca da alegria dos caminhos do coração.
Na imaginação somos tudo.
Se não tivéssemos a fantasia do sonhar, como seria?
Abro todos os dias a minha caixinha e deixo o meu mágico brincar de ilusão comigo.
adoro

MAGICA DO AMOR

Acho engraçado ficar conjeturando sobre possibilidades imaginativas
,parece um teatro louco no qual eu represento todos os personagens.
Fico brincando de faz de conta comigo mesma.
Quando eu era criança fui princesa,fui a namorada do Alam Delam,fui cantora de opera ,e ate voava
.Agora namoro ,beijo na boca do meu amor invisível ,e consigo ate sentir o cheiro do seu abraço.
Meus diálogos são incríveis, o meu fazer amor e perfeito.
O meu amor me namora, dança comigo
e quando ele me olha seu amor por mim trasborda
inundando todo o espaço em nossa volta de uma energia prazerosa que me umedece.
Ele canta para mim, ele me olha e deixa suas mãos deslizar pelo meu corpo e me olha de novo.
O MEU AMOR E MAGICO

TEMPO




TEMPO

Não é tempo de passagem é tempo parado
Que só envelhece e entristece
Tempo que não acontece
Neste tempo eu vivo parada procurando um tempo

Um pouco de tempo para me lembrar de ir esquecendo
Do tempo sem você no meu tempo
As horas se transformam em dias
Que são noites antes do dia
Que são mais um tempo sem você

E assim passa o tempo marcando meu rosto
Encurtando meu tempo por aqui
E aumentando o tempo sem você
Tempo que ficou parado esperando
Encurtar o tempo
Tempo de viver tempo de morrer

lia quintao

onde estamos

Onde estamos?
O que foi feito dos dias?
Aqueles dias coloridos pelo sol ficaram nublados e o calor que ele proporcionava desapareceu?
Onde esta aquela alegria simples de sorrir apenas?
Fazer de conta que a alegria ainda esta aqui e preciso.
Sorrio, e busco a cada momento o prazer de viver ,e assim no palco da vida vou representado a historia da mulher feliz.
Minha fantasia e tão real que o palco explode de alegria,e o sol surge aquecendo e iluminando os dias com as cores do arco-íres.
Sou feliz de novo, pois artistas da vida poço ir imaginando cenas para ofuscar cada momento triste
e transformar o molhado de lagrimas dos meus olhos, em um brilho de alegria.
E assim vou vivendo cada dia da minha vida.
As cenas do passado se revezam no presente, e se misturam de tal forma, que o amargo fica doce
,que o distante fica perto e que o triste só fica saudoso , (e as vezes saudade e importante)
me deixo levar ,os dias passam ,a noite me adormece e a manha surge magnífica ,e eu vivo mais um dia.

Bendito seja o mágico que tenho dentro de mim. 22/03/05

lia quintao

DE PÉS DESCALÇO



De pés descalço
Sinto a terra nos meus pés
Areia branca a me laçar
Terra plena terra plana
Sobre o a luz do luar
Quem me dera ser um pássaro
Para nas nuvens voar
Esvoaçando e cortando os ventos
até te encontrar em terras distantes
Para os meus pés descalços calçar
mido araujo



A folha se desprende da arvore e dança no espaço
Brinca na brisa leve num movimento fugaz
Eterniza este momento como único de sua liberdade.
Silenciosa repousa no chão na sombra da arvore

Quando o sol iluminar e deixar seus raios
Coloridos entre os galhos da arvore,
Ela vai estar na terra fresca.
Não vai estar junto das flores nem vai sentir seu perfume
Mais dançou feliz naquele momento único que eu vi

Mil vezes folhas se desprenderam de arvores
Cada uma fará seu movimento mágico e único
E flores perfumadas enfeitaram as arvores
E eu estarei na praça olhando toda esta beleza
18/12/005 lia quintao

segunda-feira, 14 de junho de 2010

um dia de chuva


Um dia de chuva
Lá forra tudo acontece,
A chuva derrama suas águas molhando tudo;
Escorre junto ao meio fio, lava o asfalto,
Fazendo barquinhos com papel que
Antes era lixo, e que agora e uma brincadeira
Na minha fantasia.
Olho a chuva, penso em você.
Vejo alguém atravessando a rua num pulo
Vejo você com sua bermuda colorida
Seus braços compridos, seu cabelo curtinho.
Volto pra casa vazia.
Na parede do seu quarto o painel de
Retrato conta sua historia
Olho no espelho e me percebo, olho nos meus olhos
A lagrima não escorre, ta ali parada como
Uma gota de chuva esquecida na folha
O vento ou o sol vai secá-la.
Lia quintao

domingo, 6 de junho de 2010

ASSIM EU TE AMO

Aqui eu te amo
Nos passos incertos de um caminho desconhecido
Na procura por alguma coisa que me faça esquecer
Que sem você eu sou um barco sem mar
Sou um passaro querendo voar sem ter asas
Uma mãe querendo amamentar sem ter filhos.
Aqui eu te amo
Na solidão cheia de gente, no barulho do silencio
No cantar de um mudo, no olhar de quem não enxerga.
Aqui eu te amo
Sem nada para amar, sem esperança sem projetos
Tentando imitar uma alegria, enxugando uma lagrima
Dançando um bolero, ouvindo uma musica, buscando um prazer
Disfarçando o tempo, cansando o corpo, anestesiando a mente
Atropelando os sentimentos desconhecidos que me invadem.
Assim eu te amo
Da mesma forma que você me amou.
E vou continuar te amando como uma louca que perdeu o rumo
E segue atropelando a vida com as mãos erguidas para o nada,
mais vai tocando em tudo se entregando se perdendo se machucando.
assim eu te amo
em saber amar, sem ter tempo de aprender,
amando errado e esperando que você entenda
que mesmo assim o meu amor e tão grande
que não cabe em mim e por isso me destrói por dentro
E me rasga e me divide em tantos pedaços
que já não consigo me encontrar.
assim eu te amo
com um amor dividido entre sorrir e o chorar
com os olhos abertos caminhando para qualquer lugar
fazendo qualquer coisa para disfarçar as horas os dias as noites
que eu vou ter que viver sem ter você.
aqui eu te amo
sem saber como
16/05/2005 Lia quintao

A VIDA EXPLODE EM CORES EM MINHA VOLTA
E REFLETE NO MEU CINZA NUANCES AQUECIDAS
QUE ME ENVOLVE NUM ABRAÇO DE LEMBRANÇAS

MEU CORPO MORNO FICA COLORIDO E VIBRA
NOS SONS DE RISOS DE MÚSICA E VOZES
QUE ME INCENTIVAM A TROCAR A DOR POR ALEGRIA

OS SONHOS ME VISITAM
Lia quintao

Meu vulcaõ explode em larvas encadescente
Nao se preucupa com o estrago, jorra voraz.
Em sua rota destrói, ou refaz de forma diferente.
Mudando a forma do cotidiano existente.

Mata para renascer na aridez com uma vida nova
No calor de sua trajetória nada comove
Nem a flor que sucumbe nem o passaro que geme

Morrer é fácil, viver é que é complicado
Sentir dentro do peito o pulsar do coraçao
na batida louca por um motivo

Olhar em volta a procura do nada, no vazio dos dias
O amanhecer espera a noite e a noite é fria
O vulcaõ se acalma, espera o momento seguinte.
20/07/2005

lia quintao

quinta-feira, 22 de abril de 2010

uma força da minha amiga joseana






















Lia, lembrei de voce...boa noite querida...

"Se alguém lhe fechar a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas. Lembre-se da sabedoria da água: a água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna.
"Querido Deus, a moça que está lendo isso, é bonita, classuda, forte e eu a adoro.
Ajude-a a viver a vida dela ao máximo. Por favor, promova-a e faça-a superar todas as expectativas. Ajude-a a brilhar nos lugares mais obscuros onde é impossível amar.
Proteja-a o tempo todo e erga-a quando ela mais precisar de ti, fazendo-a saber que caminhando contigo, Ela estará sempre segura. Te adoro, amiga !!!!** *

domingo, 18 de abril de 2010

lia no tempo








eu com 25 anos





três amigas no tempo












lia no tempo recente

quinta-feira, 8 de abril de 2010

quarta-feira, 7 de abril de 2010

MULHER


amando sempre o que é belo, a natureza de um ser vivo, a terra é linda e eu faço parte dela.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Lugares Inóspitos


fim do dia me encanto com esta magica, pois sei que amanhã toda esta paiisagem vai estar aqui porem com olhares diferente do de hoje






















Minha casa...cantinho da saudade...

este é o cantinho zen...











esta é a sala onde tenho meus momentos de alegria...








estas são as estatuas africanas que eu adoro...

Lembranças...


Quando uma pessoa querida nao esta convivendo conosco fisicamente a melhor coisa sao as lembranças.
Sonhar com a pessoa é um presente...

para selma colore

प परा सलमा डा SELMA COLORI
No inicio a dor e imensurável parece que temos um buraco no peito.
Este vazio nos sufoca apertando nosso coração invadindo nossa alma.
Na impossibilidade de viver com esta dor, a saudade aparece apaziguada
trazendo lembranças de momentos registrados na convivência linda que
tivemos e que vai ficar conosco enquanto vivermos .
O sorriso, o jeito inquieto, a facilidade de misturar as cores criando
estampas e objetos maravilhosos, as saias compridas ,os sapatos e botas
que enfeitavam seu visual irreverente, seus longos cabelos enfeitados de
flores e laços,seu prazer por uma comida gostosa, a alegria com que ficava
nas festas e a dedicação e o orgulho que tinha pela colori.
O colorido desta mulher morena de sorriso fácil vai continuar em cada
trabalho dos que ficaram, pois ela era tão forte que deixou muita coisa
Importante para enriquecer vossa vida.
Se o que temos e saudade, que seja uma saudade repleta de lembranças
E que as lagrimas que chorarmos não esteja contaminada pela amargura
Ela esta em um lugar para onde todos nos iremos um dia.
Espero querida amiga que voce continue fazendo seu trabalho prazerosamente
Pois teve o privilegio de conviver e aprender com uma mulher muito especial
Um grande abraço e que DEUS conforte o seu coração que como o meu vai ter
que aprender a buscar na memória a alegria invisível daqueles que amamos
e que não estão fisicamente conosco mas estão do nosso lado todos os dias
de nossas vidas . beijos lia

Melhores momentos

Guardo dentro de mim os melhores momentos de nossas vidas.Pequenos gestos e poucas palavras boas .
Guardo a imagem que deixei cristalizar como uma gota de mel da qual só eu sei a doçura, mas nunca provei.
Guardo na lembrança o sorriso do menino e a voz ficou encaixada no meu tímpano.No meu olhar ficou a melhor imagem e no meu seio o melhor contato .
São tão poucos e tão importantes na minha vida este tesouro que ninguém conhece .Só eu sei onde ele esta e muitas vezes quando o momento e muito esquisito .Quando os meus sonhos parecem pesadelos e a minha esperança esta preste a sumir eu vou buscá-la
olho para o tempo, paro no tempo e me deixo envolver pela alegria da minha conquista Porque os momentos guardados ,os cheiros os sons e as imagens ainda estão dentro dos meus pensamentos ,no meu olfato na minha audição,no meu olhar .E ai percebo que por mais esquisito que sejam os momentos de agora você ainda esta e faz parte da minha vida

Lia Rio 08/10/2004

Nada como o tempo...




O tempo esta passando, um dia após uma noite, fazendo tantos dias depois daquele.
Já não choro quando me lembro de você,
Sua presença ficou lá longe num lugar reservado nas minhas lembranças.
Tento imaginar o que você estaria fazendo se estivesse aqui agora...
Quando saio para a rua, [como nos dias de jogo do Brasil] cheia de jovens como
Você, com suas namoradas, ou com amigos, comemorando.
Observo suas bermudas coloridas seus gestos, seus sons.
Sorrisos escancarando os dentes, fazendo os olhos de espelhos
Refletindo a vida cheia de promessas.
Tantos, menos você, e eu ali no meio de todos tentando celebrar a vida.
Pois independente da sua vida acabada, a minha vida continua.
Meu corpo sente o sol aquecendo, o vento soprando, o cheiro das flores
O gosto e o frescor do sorvete.
A musica mexe com meu corpo e ainda sinto prazer para dançar.
Tento de imaginar em movimento, nunca te vi dançando, nem cantando ou apaixonado.
Você passou pela minha vida tão rápida, ficaram tantas coisas incompletas.
Não sei escrever o final da nossa historia, foi interrompida.
Agora só posso viver com você na fantasia. Junto com tantas outras.


14/08/06.

Observando a Vida!

Ando observando a vida. Expectadora voraz, eu usufruo de todas as suas nuances. Observo os caminhos do coração. Aquele que leva ao êxtase, inundando o corpo, satisfazendo a alma.
A alma muitas vezes atormentada pelos outros caminhos da vida.
O caminho do coração tem a calma da brisa ao entardecer, a beleza do por do sol, o cheiro do mar da manhã ensolarada.
Tem o prazer do toque macio de dedos gentis de lábios mornos num beijo suave, a languidez de olhares ternos e doces.
Palavras, gestos, toques, gosto.
Há projetos nas derrotas. Gosto de caminhar por estes caminhos abraçados no seu abraço. Gosto de sentir o sabor destes caminhos no seu beijo, o prazer no seu toque. Gosto de adormecer neste caminho protegida pelo seu olhar.
Sentir o cheiro deste caminho no seu corpo.
Queria fazer dos caminhos do coração a estrada principal da minha vida, a caminhada definitiva do meu viver.
Mas a minha vida tem muitos atalhos, paradas obrigatórias que independente da minha vontade vão acontecendo... E eu sigo dividida e tão inteira, mesmo quando só pedaços de mim teimosamente insistem em caminhar feliz pelos caminhos do coração.
Rio de Janeiro 28/10/2004
Lia

Amar...

Sentir que estamos amando e a melhor das emoções
O amor e leve como uma pluma
Por isso ele se espalha pelo nosso corpo,
Vibra nas nossas mãos, inunda nossos olhos
Aquece nosso ventre, perfuma nossos cabelos, suaviza nossa voz
O amor é um abraço, um deslizar de dedos nos quadris
Um mergulho dentro dos olhos, um cheiro nos cabelos
Um sussurrar de palavras mágicas, um fundir de almas
Para amar e preciso ser livre de egoísmo e desconfiança
Pois o amor necessita de ternura e de entrega

amar, deixar o amor acontecer, se o amor nao estiver presente em nossas vidas
viver nao e viver e apenas estar acordado

Música

Vivia a te buscar
Porque pensando em ti
Corria contra o tempo
Eu descartava os dias
Em que não te vi
Como de um filme
A ação que não valeu
Rodava as horas pra trás
Roubava um pouquinho
E ajeitava o meu caminho
Pra encostar no teu
Subia na montanha
Não como anda um corpo
Mas um sentimento
Eu surpreendia o sol
Antes do sol raiar
Saltava as noites
Sem me refazer
E pela porta de trás
Da casa vazia
Eu ingressaria
E te veria
Confusa por me ver
Chegando assim
Mil dias antes de te conhecer


" a musica e da zizi pose para descrever minha busca de um caminho para encontrar meu filho"